Você sabia que pizza pode reduzir o risco de câncer?


Comer é mesmo bom demais, né? Então, que tal unir o ‘prazer da gula’ a benefícios para a saúde? Estudo garante que isso é possível!

O Instituto Farmacológico de Milão, na Itália, acaba de divulgar uma pesquisa que associa a ingestão de pizza com a redução de risco de alguns tipos de câncer. O estudo foi divulgado pelo jornal La Repubblica e será publicado na revista International Journal of Câncer.

A pesquisa foi feita com mais de oito mil italianos e os hábitos alimentares de 3.315 vítimas de tumor no aparelho digestivo e na garganta foram comparados com os de quase cinco mil pessoas que sofriam de outras doenças. Os resultados mostraram que quem come pizza uma ou várias vezes por semana tem 59% menos chance de adquirir câncer de esôfago do que quem não tem esse hábito.

Além disso, o risco de se contrair tumor na boca e no cólon é 34% e 26% menor em quem consome pizza toda semana, respectivamente. No Brasil, o professor Franco Lajolo, titular do departamento de alimentos e nutrição experimental da FCF/USP e membro da comissão técnico científica de assessoramento em alimentos funcionais e novos alimentos da ANVISA, alerta para os cuidados que devem ser tomados. De acordo com suas informações,  a pesquisa faz sentido, pois um dos principais ingredientes da pizza é o molho de tomate, rico em licopeno, e o azeite de oliva. “O licopeno é uma substância que está sendo estudada e os primeiros resultados demonstram um importante papel na prevenção do desenvolvimento de alguns cânceres, como o de mama e de próstata e sua ação na prevenção de doenças cardiovasculares devido a seu alto poder antioxidante já foi bem descrita”, diz o pesquisador.

Segundo Lajolo,o azeite, por conta da sua composição (rico em ácidos graxos monoinsaturados), também é comprovadamente benéfico para a diminuição de problemas cardiovasculares e para melhora o perfil de gordura do sangue.”Apesar de todos esses benefícios, a pizza também é rica em gordura por conta do queijo e dos recheios que são acrescentados.  Por isso, é preciso ficar atento, não levar a pesquisa à risca e usar e abusar dos alimentos realmente funcionais, capazes de produzir demonstrados efeitos metabólicos ou fisiológicos, úteis na manutenção da boa saúde física e mental”, alerta o pesquisador.


Está certo: tudo o que é em excesso faz mal. Então, comer pizza, sim, mas com moderação, claro. E não é que hoje é um dia mais que propício para isso? Sábado sem  pizza fica tão sem graça…

 

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/blogs/karlinha/saude/quer-diminuir-o-risco-de-cancer-coma-pizza/