Quem inventou a pizza, um dos pratos mais consumidos no mundo?


Quem inventou a pizza, afinal? “La pizza napoletana non ha inventori, non ha padri, non ha padroni, ma è frutto della genialitá del popolo napoletano.” (A pizza napolitana não tem inventores, não tem pais, não tem donos; é fruto da genialidade do povo napolitano) – Associazione Verace Pizza Napoletana.

Apesar de os napolitanos considerarem que a pizza é fruto da genialidade de seu povo, a história desse prato, tão famoso que já virou uma instituição, é um tanto controvertida. Há teorias sobre um ancestral da pizza, trazido da Palestina pelos soldados romanos, que teriam aprendido a receita com os hebreus. Outros apontam a Grécia como berço das pizzas primitivas, enquanto há quem atribua essa honra aos antigos egípcios. Aliás, durante a antigüidade greco-romana, um prato parecido com a pizza atual já era apreciado em toda a região mediterrânea. Faltava, é claro, o tomate, que só chegou à Europa após a descoberta da América.

Na verdade, em todo o Oriente, do Mediterrâneo até a Índia, ainda hoje, comem-se diversos tipos de pães redondos e achatados, feitos de farinha de trigo, como por exemplo o pão árabe, bem conhecido no Brasil. Ora, a pizza é uma espécie de pão. Não é difícil imaginar que, um belo dia, alguém mais inspirado tenha resolvido jogar um pouco de queijo, azeite de oliva e mais alguma coisinha em cima daquela massa antes de levá-la ao forno.