Pizza light? Dicas para comer pizza sem sair da dieta


Com os amigos, com a família ou só em casa, não tem ocasião que não combine com uma boa pizza! Mas e para quem está de dieta, como resistir àquele delicioso disco de massa cheio de queijos, presunto, embutidos em geral, carnes e tantos outros ingredientes de que você não pode sentir nem o cheiro se quiser manter o regime?

Fácil: é só saber como escolher o sabor da sua pizza para transformá-la em uma verdadeira pizza light, à prova de nutricionista e com muito menos calorias! Confira as nossas dicas e peça sua pizza sem culpa:

Aposte nas carnes magras
 

Convenhamos: se “pizza” e “dieta” não são palavras que parecem andar muito bem juntas, “pepperoni” ou “lombinho” não vão contribuir muito para deixá-la light, não é? Sendo assim, a primeira dica para transformar uma pizza em uma refeição que passa no teste da sua dieta é fugir desses ingredientes mais pesados. No lugar deles, prefira carnes magras, como o frango desfiado, o atum, o aliche e o peito de peru. Você vai perder em calorias sem prejudicar o sabor!

Troque a massa branca pela integral

Todo mundo que faz ou já fez alguma dieta sabe que os grãos integrais são muito melhores para a nossa saúde que os refinados, e na massa da sua pizza a coisa não é diferente! Embora as duas tenham mais ou menos a mesma quantidade de calorias, a massa feita com farinha 100% integral tem muito mais nutrientes e principalmente, fibras alimentares que contribuem para o controle do colesterol, favorecem o emagrecimento, aumentam a sensação de saciedade e ainda previnem um monte de doenças.

Entre na tendência vegana

Então que tal experimentar uma pizza de marguerita, abobrinha e até calabresa vegana? Até o queijo dessas delícias é feito com ingredientes vegetais — como a mandioquinha, o feijão branco e a fécula de mandioca — o que reduz consideravelmente a quantidade de gorduras presentes neles. 

Fuja do excesso de queijo

Ok, se a pizza vegana já foi radicalizar demais para você, não tem problema: você pode continuar tranquilo com os queijos de origem animal, desde que não exagere. Isso quer dizer que se a pizza já tem muçarela na receita, evite sabores como quatro queijos e que levam catupiry ou cheddar, pois cada acréscimo de queijo significa um pulo na quantidade de gorduras. Nessa hora, bom senso é tudo: um pouquinho de parmesão ralado sobre a pizza de abobrinha ou rúcula não vai fazer diferença, mas nada de extrapolar pedir borda recheada, viu?

Confie no verde

Sua dieta está cheia de saladas em todas as refeições? Não é à toa: além de serem super nutritivos e saudáveis, os vegetais e legumes têm pouquíssimas gorduras e conseguem nos deixar satisfeitos mesmo com baixo teor calórico. Quando escolher a sua pizza light, experimente os sabores em que o verde é a estrela: rúcula, escarola, brócolis e alho-poró são algumas opções leves e saborosas!

Viu como é fácil escolher uma pizza light para curtir sem um pingo de gordura nem culpa? Bom apetite!