Pizza gigante de 32 fatias cai no gosto de consumidores em Manaus


Pizza de 75 centímetros pode servir, em média, 16 pessoas. Empresário explica que delivery só é possível em porta-malas de carro.

Uma paixão mundial. Não é a toa que a pizza é um prato muito apreciado em todo o planeta. Sua receita simples e sabores variados são sempre uma ótima opção para quem deseja comer bem. Na capital do Amazonas, a variedade é grande, mas um pizzaiolo resolveu inovar ao criar o que ele chama de "maior pizza de Manaus".

Na La Vitesse, tamanho é documento sim. São 75 cm de circunferência (o tamanho de uma bola de pilates) onde podem ser distribuídos até 4 sabores de uma só vez. Com 32 fatias, ela alimenta de 12 a 16 pessoas e custa em média 15% menos que 4 pizzas grandes com 8 pedaços cada, como explica o homem que implantou a ideia, o pizzaiolo Rosivaldo Braga, de 44 anos.
Rosivaldo Braga nasceu em Parintins e se tornou pizzaiolo na Europa

Natural de Parintins, no interior do Amazonas, Rosivaldo morou por 10 anos na Suíça, onde se tornou pizzaiolo. Ele ainda passou pelos principais países da Europa, dentre eles a Itália, considerada a "casa" da pizza, antes de desembarcar em Manaus.

E foi da "Velha Bota" que ele trouxe a ideia de fazer uma pizza gigantesca. "Saí do Brasil por aventura e acabei ficando 10 anos na Europa. Lá aprendi tudo que eu sei. Trabalhei como muitos italianos experientes e o último deles fazia uma pizza de 60 cm. Ele me ensinou e acabei trazendo a ideia para o Brasil", contou.

Há pouco mais de um ano, Rosivaldo trabalhava em uma pizzaria no bairro Eldorado, Zona Centro-Sul de Manaus. Em 2013, veio o convite de familiares para abrir a própria pizzaria. No estabelecimento, a massa foi criada pelo pizzaiolo, uma exclusividade da qual ele tem muito orgulho. "Eu penso que fazer pizza é uma arte", disse.

Se para Rosivaldo fazer pizza é uma arte, ele não titubeia em afirmar que o seu estabelecimento é sua obra-prima. Ele conta que ficou surpreso com a aceitação, e que em pouco tempo a pizza em um tamanho pouco convencional caiu nas graças e na boca do povo, se transformando no carro-chefe da casa. "Todos os dias sai La Vitesse. Às vezes conseguimos manter uma média de 8 por dia. Houve um domingo em que fizemos 21 numa só noite e esse é nosso recorde até hoje. Atualmente ela é responsável por cerca de 40% do faturamento da pizzaria", explica.

A pizza é tão grande que não é possível entregar no delivery, porque a caixa não cabe no box da motocicleta que leva o prato até a casa dos clientes. Rosivaldo explica que mesmo de carro é difícil  entregar a La Vitesse. "Ela vai no porta-malas e ainda assim só cabe se não houver mais nada ocupando espaço. Por isso, por enquanto, quem quer levar a pizza para casa tem de vir buscar", informou.

A curiosidade de saber qual o sabor da La Vitesse levou a funcionária pública Alenair Litaif a procurar a pizzaria de Rosivaldo. Após a prova oficial, ela não se decepcionou. "O sabor é delicioso. A massa é fininha e crocante. É a primeira vez que venho aqui e provo a La Vitesse. Está aprovado", resumiu ela.

O pizzaiolo prefere não revelar os segredos e o modo de preparo, que fica pronta em cerca de uma hora. Mesmo reservado, ele afirma que não tem medo de ser copiado. "Tenho certeza que em breve vão estar fazendo pizzas gigantes em outros lugares também, mas o título de primeiro a fazer é meu e isso ninguém pode tirar", brinca.

Fonte: 
http://g1.globo.com/